Novice…

Desde que iniciei minha estadia no templo muita coisa rolou. Tivemos um retiro de arte, o início o Programa de Residentes e do retiro de Ngöndro, prática durante o eclipse e o Blogsattva foi ao ar.

Além disso, chegou mais um novo staff ao templo e já foram anunciadas mais três pessoas (Marcelinho e família), assim que já não sou o novato aqui… 😉

Quer dizer, novato pode até ser que não, mas junto com o pessoal que chegou a menos de um ano, seguimos sendo o que a Lama Tsering nos chama carinhosamente de “noviços” dela. Nós, junto com os estudantes seniores, como a Lama chama com a mesma afeição os estudantes avançados, seguimos nessa luta diária contra o inimigo interno do ego, não importando se aqui dentro do templo ou fora.

Lendo o post do Zé, achei muito interessante a diversidade de pessoas e histórias que passaram pelo Gonpa, de tanta gente que já morou num templo, tantos que, como ele, seguiam os Lamas onde quer que eles fossem, e tantos que queriam estar apenas por perto, mas a impermanência fez com que esses planos não resultassem.

Mesmo nesse curto período que estou aqui, vi essa variedade de pessoas chegando, tanto pra ser staff, voluntário ou apenas para sua pratica diária de meditação, contemplação ou escutar os ensinamentos, e tantos outros que vêm visitar apenas um dia e se vão ansiando pela volta ou apenas felizes por passarem um dia agradável.

Acredito que não importa se você mora num templo ou pode vir somente de vez em quando, o que importa é o que se faz com o tempo aqui… pode até ser um pouco ou muito difícil (que ainda é o meu caso) ver quão impermanente e preciosa é a nossa vida, mas é fácil ver que temos de aproveitar o tempo aqui por completo sem se preocupar em tentar planejar ou controlar as incertezas do futuro, porque pode durar menos que imaginamos…

Anúncios
Esse post foi publicado em Impermanência, Rotina, Templo e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Novice…

  1. Marcus disse:

    E ai Fabio,

    Legal saber que esta se adaptando a sua nova jornada, espero que continue tudo indo de vento em polpa. Particularmente acho que eu não me adaptaria a uma jornada como esta, mas você leva jeito para estas coisas, quem sabe um hora dessas eu e Sônia não pegamos a moto e vamos até o templo fazer uma vizitinha.

    Abraços e Boa sorte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s